Poesias

O AMOR, A MORTE

O amor, o imprevisto,
a borboleta enlouquecida
que esvoaça na vidraça...
mas o que faz este corvo pousado
em teu ombro direito?

Paulo Roberto do Carmo
01/03/2017

 

 

Site da Rede Artistas Gaúchos desenvolvido por wwsites