Poesias

REPARA A ROSA


LETE


USAR O TEMPO


CHEGARÁ O DIA


MARIO QUINTANA VIAJA CONTIGO


DIFERENTE DOS DEUSES


A VIDA QUE SE VAI (para Raul Machado)


ALGUMA BENÇÃO


RECOMEÇAR


SER CAUSA INDETERMINANTE


É A LEI, TU ARDERÁS


PERDAS E GANHOS


O DESEJO QUE NÃO OUSA


O AMOR, A MORTE


A CORDA E O ARCO


DOS MALES


VIDA QUASE POSSÍVEL


AGENDA


QUE OS DEUSES ME PERDOEM


DE QUE VALE...


DAQUI EM DIANTE


PREPARAÇÃO PARA UM CASAMENTO


POEMA DO COMEÇO


ODE À MARIA ROSA


FESTA DAS ANCHOVAS


OS RESPIROS DA ALEGRIA


O SABER DAS MANHÃS


RISCAR UM FÓSFORO


OS CAVALOS DA AGONIA


ROTATIVIDADE


MAIS AO SOL


O BAILE DA VIDA


O POEMA EM MAGNÓLIAS


NÃO SER FELIZ


UMA VELA A DEUS


SE EXISTE...


TANGO SUICIDA


ABRIR-SE AO SOL


AS MOSCAS


ARREGANHO


INIMIGOS


SINAIS


VAIDADE


DOS ALARDES


DANÇAR


BALANÇA INFIEL


TEMPO DE AFIAR FACAS


UMAS PALAVRAS


TUDO


VIDA BREVE


URGÊNCIA


ANTES DE SER


SIRVO DE VOZ


ABANDONO DE MIM


MOTOR CONTÍNUO


ESTAÇÕES


FUNGOS DEPOIS DA CHUVA


NADA NA ALMA


COMPARTIDAMENTE


DOS HÁBITOS


DE QUE SERVE NASCER


TRAIÇÃO


DA MATÉRIA


DE QUE ADIANTA


SENÃO


QUANDO TENHO FÉ, DUVIDO


OS QUE NÃO SE CALAM


À FLOR DA PELE


A VIDA NÃO ESTÁ FELIZ


DOS INSTINTOS


JUSTIÇA POUCA


ISCA


DE CONJURAS


NÃO SER FELIZ PELA METADE


VAIVÉM


ANIMAL DE ALEGRIA


AVENÇAS E DESAVENÇAS


SERVIDÃO


REPARTIÇÃO


A VIDA QUE HÁ DE VIR


INTOLERÂNCIA


FIDELIDADE


FELICIDADE


O BAILE DA VIDA


A PARTE E O TODO


DOS AUTOS DA ALEGRIA


IDENTIDADE


PARTILHA


REPTO


NOS COLDRES DA PALAVRA


SETA DO SONHO


TOMAR AS RÉDEAS


TÉDIO


DESTINO


FELICIDADE ANALFABETA


OS INTERDITOS


DOS SENTIDOS


DESTINO E DESATINO


DESOBEDIÊNCIA


UMAS PALAVRAS


NÃO SER FELIZ


SEPÉ TIARAJU E O GENERAL


UMA VELA A DEUS


AS MÃOS QUE APONTAM O FUZIL


PRECE


LIVRO DE PRECEITOS – 11


SE EXISTE...


DAS PRIMEIRAS MANHÃS


TANGO SUICIDA


FRUTO PROIBIDO


CANTO DOS LODOS


CONHECIMENTO


AS MOSCAS


À SOMBRA


DAS PROPICIAÇÕES


OS CHEIROS DA TERRA


FUTURO


DESEJO E PULGAS


CANTO DA SERENIDADE


ARREGANHOS


LIVRO DE PRECEITOS – 10


ABRIR-SE AO SOL


EXCEDER


OS DIAS SELADOS


DESOBEDIÊNCIA


JULGAMENTO


OUSAM OS DEMÔNIOS


LINHAS DE SOMBRA


NO PEITO ABERTO EM DOR


OUTRIDADE


JUGO


VIOLÊNCIA


QUANDO


PROVIMENTO


SALMO 1


SEDUÇÃO


LIVRO DE PRECEITOS - 1


LIVRO DE PRECEITOS - 7


DE TUDO HEI DE PEDIR CONTA


SOU HOMEM


CANTO DOS FIGOS


QUANDO EU NÃO MAIS ESTIVER


CANTO DAS PROVAÇÕES


CANTO DAS RECONCILIAÇÕES


DAS CINZAS


A GRAÇA


PADECIMENTO


QUERÊNCIAS


ARRANJAMENTOS


TORNAR-SE GRANDE


DE AMAR


SALMO DO DESAFIO


PARTIÇÃO DOS PÃES


LIVRO DE PRECEITOS


SALMO DO OPERÁRIO


EIS A VIDA


Fome


Canto dos abraços


Canto dos moinhos ascendentes


Canto das ceias


Resistência


Chão de Crimes


ARTE DE REVIDAR


FINGIDOR


OS CRIMES DE CADA DIA


OS ANIMAIS DA ALEGRIA


DO ADVERSO


O homem é o homem


OUTROS TAMBORES


CAIR EM TENTAÇÃO


PERDER-TE POR TUA CONTA


NÃO DARÁS DE COMER


CHEGOU A HORA


VIVER SEM INTERRUPÇÃO


LEVANTAR-SE


A FORÇA DE CANTAR


EXORCISMO


DOS ANGORES


POUCO


TENHO A MORTE


ANTES DO TEMPO


LIMITE


PEQUENO TRATADO DE PAZ


COISAS POUCAS


DE TÃO BREVE


O DEUS QUE MANDA


DEPOIS


UM POUCO MAIS


DO TEMPO


Antes de envelhecer


SEM PALAVRA


Como um louco


No desespero, na dor


Perder o tempo


Mete no teu coração


Automortificação


Contra ti


De véspera


Gaivotas


Voo certeiro


Vingança


Represália


Vida de cão


Desencontro


O milagre da alegria


Que sombra é esta


Que medo tens de ti


Duelo


Aguardar


Persistência


Há um tempo


Estações


Voo impossível


Coração exposto


Dos infortúnios


Desdita


Como os Deuses


Que há de Fazer


Mal-Estar


Mais Fundo


Autoflagelo


Mais Vida


Os Ombros do Sonho


Todos os Desejos


Contra o Vento


Novo Amor


Desprezo


Do Amor que Morreu Antes


Representação


O Desejo das Coisas


Os Grãos não estão Colhidos


Natureza Morta


Dias de Coice


A Morte que Espere


Propósito de Viver


Réptil


Como Escrever-me


De Lágrimas


Uma Rosa Brava


As Malsatisfeitas


Dos Sentidos


Desejo e Pulgas


Arquimedes


Painas ao Vento


Da Matéria


Para Não Morrer Ao Chegar


Os Mortos e os Vivos


Intervalo


Rufar Tambores


Sirvo de Voz


Dos dias vãos


Arte


Das Serpentes


As Máscaras da Esperança


Deuses e Demônios


Busca


Compartidamente


D O S A L A R D E S


OURO DO NARIZ


DAS PROVAÇÕES


SE IGNORAS


DESDE QUE


O que vale a pena


O QUE PODES FAZER?


A HORA DO DESAGRAVO


VAIDADE


DE QUE ADIANTA


DANÇAR


COVARDIA


AS MOSCAS


OLHAR DE TRAVÉS


À SOMBRA


QUEM


NÃO SER FELIZ


USAR A VIDA


COMO MORRE UM HOMEM


CALAR


CARNIÇA


Coisas de aprender


FUTURO


Mea culpa


O que é o homem


ABRIR–SE AO SOL


No lugar de onde eu vim


Uma coisa só é grande


DESOBEDIÊNCIA


Infidelidade


Os interditos


A vida que há de vir


Vai-e–vem


Suite


O baile da vida


De conjuras


Depois da cal


É preciso suportar


Antes que os bárbaros cheguem


Destino e desatino


Lavra


SENÃO


MEU SONHO NÃO É GRANDE


CONTRADIÇÃO


O VAZIO E O CHEIO


ANDAR COM AS PALAVRAS


Site da Rede Artistas Gaúchos desenvolvido por wwsites