Poesias

MOTOR CONTÍNUO

Viver em desespero
é o moto contínuo
da esperança que fera esperança
que fera mais desespero
até a alienação de todos os
valores
de todos os escravos
de todos os senhores
até o coletivo suicídio
entre fome e tédio,
falta e fartura
beatitude e miséria.

Paulo Roberto do Carmo
07/12/2016

 

 

Site da Rede Artistas Gaúchos desenvolvido por wwsites