Poesias

VIOLÊNCIA

A verdade n√£o deixa de ser verdade
quando muitos a negam,
nem logro de ser logro
mesmo que todos o proclamem.

O roubo n√£o deixa de ser roubo
quando muitos o praticam,
nem o erro de ser erro
ainda que todos se enganem.

A violência não deixa de ser violência
quando muitos a sofrem,
nem a fome de ser fome
porque alguns se fartam.


23/08/2011

 

 

Site da Rede Artistas Gaúchos desenvolvido por wwsites