Poesias

Como um louco

N√£o podes retirar-te da carne
possuída pelos desejos
nem tratar da alma
a ungí-la com o óleo dos inocentes
ou avivando-a para a visita do teu Deus
nem esperar a felicidade,
a trampeada felicidade de fé jurada,
que é o outro nome da esperança,
destino dos mal vividos
que n√£o se cumpre,
o destino
que esconde um monstro
por detr√°s dos umbrais ¬Ė
mas podes cantar como um poeta
e agir como um louco.


25/01/2011

 

 

Site da Rede Artistas Gaúchos desenvolvido por wwsites