Poesias

Vida de c√£o

N√£o posso desejar
vou desejar um pouco mais
que a esperança
é feita de incessantes desejos
e minha vida toda de c√£o
é um desejo contrafeito
com cara de bobo
a andar de orelhas caídas
como se fosse a vida a cadela
no cio que eu farejo e amo
só não sei por onde vou
por onde me levam os desvarios
os desenganos nos tumultos das ruas
mas sei que nestes tempos de garras e dentes
mordo até a mão que me alimenta.


21/12/2010

 

 

Site da Rede Artistas Gaúchos desenvolvido por wwsites