Poesias

√Č preciso suportar

√Č preciso suportar
toda solid√£o do mundo
para conhecer solid√£o ¬Ė
e iluminar-se da própria chama,
a que arde
dos cad√°veres dos h√°bitos.

√Č preciso suportar
todo silêncio do mundo
para ouvir o silêncio,
que é um vento,
um rio, um p√°ssaro,
os batimentos do coração.

√Č preciso suportar
toda dor do mundo
para compreender a dor,
que é uma rosa
a esgueirar-se
da fenda de uma l√°pide.

Paulo Roberto do Carmo


19/01/2010

 

 

Site da Rede Artistas Gaúchos desenvolvido por wwsites