Poesias

Coração exposto

Aos que fazem a vontade do desejo
porque alimenta a fome
do esp√≠rito ¬Ė e que semeia
o esperma torrencialmente ¬Ė
como o p√£o de cada dia,
ama a vida sobre todas as coisas.
O bom desejo é tudo, e tudo
fora do bom desejo, é nada.

Aos que fazem a vontade do desejo,
o de aud√°cia, o de veemente
e imperturb√°vel felicidade,
quando se lhe perguntam:
quem és tu, respondem
insubmissos, rudes, ébrios
de sol ¬Ė que a vida √© um touro
solto de coração exposto e ferido
de incessantes agonias na arena do mundo.


09/11/2010

 

 

Site da Rede Artistas Gaúchos desenvolvido por wwsites